sábado, 9 de março de 2013

Ai, Isilda, Isilda...


Vamos lá a isto.

"Escrotinemos" (sim, é mesmo de escroto) o estado actual do blog da Isilda. Não confundir com "escrutinar", que isso é para assuntos sérios. Quem é a Isilda? Quem é a Isilda!?!? Aquela, da famosa lista dos piores blogues...

Por agora atentemos na descrição de si própria, com que nos brinda Isilda, essa sumidade blogosférica.

"Sou uma pessoa calada,decidida,objectiva,vingativa e de extremos.Sou individualista,abomino falsidade e injustiça,(...)" Esta frase revela-nos que devemos ter muito medo de Isilda. Esta actua pela calada, trucidando quem, sequer ousar dizer o seu nome. Mais importante do que isso, também nos revela que esta continua a não saber utilizar a space bar, como aliás, já tinha alertado em 2010.

"(...)odeio daquelas pessoas que julgam (e discutem)com desconhecidos atrás do ecrã (por vezes assuntos insignificantes outras, por pura ignorância)e que estão convencidos que são os heróis.(Se tiverem coragem apareçam para lutar frente-a-frente e com provas reais).Também me considero lutadora (no sentido positivo),(...)". Hoje não me dá muito jeito. Tenho de ver melhor a agenda com a minha secretária. Também não me lembro onde coloquei as luvas de boxe. Se calhar deixamos isso para outro dia, ok?

"(...) e se me pedirem para eu guardar segredos,eu guardo.Sou um túmulo de mistérios e segredos de mim própria.(...)" Um segredo só nosso, que ninguém nos lê: isso não vai lá muito famoso...

"(...)O resto só visto pessoalmente porque não vivo para a internet nem para gente que nunca vai entrar na minha vida.(...)" Se calhar essa coisa do pessoalmente, deixo para outra ocasião. Acho que não estou preparado para tamanha emoção... Já mal aguento lê-la, quanto mais privar consigo. Mas o problema não é a Isilda, é J. da Ega, que sempre teve estômago  fraco. Por último, não deixa de ser curioso que quem não vive para a internete tenha um blog onde coloca posts regularmente, chamando-se este NetSpiceVidaSombria. Ou seja, parece que afinal a Internete apimenta a vida sombria de Isilda e esta ainda a repudia. Shame on you, Isilda!

E é tudo. Por agora.

Vá, Isilda não precisa de agradecer a publicidade gratuita.

Do seu e do mundo,

J. da Ega

2 comentários:

Isilda disse...

Agradecia que apagasses a mensagem,estou mesmo a ver que não tens nada que fazer,otário!

J. da Ega disse...

Caríssima Isilda,

Neste blog faz-se crítica blogoliterária, actividade bem diferente do insulto e da ofensa gratuita.
Ainda assim, o seu comentário figura aqui à vista de todos, para que se prove que este blog aceita (quase) todos os contributos.

Do seu e do mundo,

J. da Ega